LOGO-900X270

O Romeiro é uma figura emblemática do nosso imaginário tradicional, que partia de longe para cumprir a pé as suas promessas a Nossa Senhora da Graça.

Chegavam de noite. Vinham descalços, com as mantas pelas costas, com as botas cardadas e com os filhos "depindurados" nos ombros, muitos deles amortalhados, em sinal de agradecimento por qualquer cura milagrosa, com grandes cirios nas mãos, a cabacinha presa na correia de cabedal. Elas traziam gigas e cestas de vime à cabeça com o apetitoso merendeiro para os dias da romaria.

Atualmente, pretende-se recriar, na Noite de Romeiros, as indumentárias, as tradições e os costumes da tradicional romaria vivida até à primeira metade do século XX. Para isso, os participantes deverão trajar peças de vestuário vulgarmente utilizadas nestas épocas, tendo em consideração as seguintes possibilidades:

Traje masculino dos remediados: calça de fazenda (cheviote) preta ou castanha; camisa de bragal (linho) jaqueta ou colete cor preta ou castanha, sapatos pretos ou castanhos simples com cordões, ou botas do sapateiro (pele esbranquiçada) com cordões da mesma cor ou socos. Na cabeça, chapéu preto de feltro ou de palha com fita colorida, ou boné.

Traje masculino simples: calças de cotim, apertadas com gaspeados, colete do mesmo tecido e camisa de riscado ou de linho (tomentos). Na cabeça, um chapéu de feltro ou de palha com fita colorida, boné ou boina e nos pés, botas brancas, grosseiras, cardadas untadas com sebo. As croças também foram usadas quando a romaria ocorria em dias frios e chuvosos.

Traje feminino remediado: saia de armur preto, castanho ou azul, (tecido de seda ou lã, com pequenos padrões em relevo), veludo ou fita de seda, avental a condizer, casaquinho cintado, com abas aos folhos, na cabeça ou pelos ombros, lenço de lã ou seda rameado ou floreado. Nos pés meias brancas, chinelas ou socas de verniz.

Traje feminino simples: blusa de chita de corte simples caída saia de riscado larga e comprida e avental do mesmo tecido podendo ser usado também linho. Nos pés, chinelas ou socas de verniz. Na cabeça ou pelos ombros lenço de lã ou seda rameado ou floreado.