LOGO-900X270

A romaria de S.Tiago funcionou sempre como recetor e emissor de folclore. Recebia as modinhas de varias proveniências e difundia essas mesmas modinhas para todas as direções. Dizem os mais antigos que, parte das cantigas que ainda hoje se cantam por aí, foram trazidas pelos romeiros de Santiago.
Esta romaria era feita em grandes bandos ou rusgas organizadas e animada por tocatas e pelo canto das mulheres. Qualquer paragem era pretexto para cantar e dançar, demonstrando assim a alegria sentida na ida ao encontro daquela que os protegia. Era uma forma também de atenuar as longas horas de sacrifício vivenciadas ao longo do percurso.
Assim, na noite de 24 de julho, entoam-se no desfile as canções que foram passando de geração em geração, procurando valorizar as canções alusivas à Sra. da Graça e a S. Tiago. No entanto, entoam-se também modinhas como: Oliveira da Serra, Ida pra S. Bentinho, Freixo, ao passar a ribeirinha, etc.. que ainda hoje persistem na nossa memória.

 

Eis algumas letras de músicas que se poderão ouvir na noite de Romeiros:
Nossa Senhora da Graça
Mandai varrer as areias
Que eu já rompi os sapatos
Não quero romper as meias

Nossa Senhora da Graça
Vinde abaixo dai-me a mão
Eu sou romeirinha nova
Abafo do coração

Nossa Senhora da Graça
Tem um galo no andor
Que canta à meia-noite
Louvado seja o Senhor

Nossa Senhora da Graça
Que dais a quem vos vai ver
Aos solteiros alegria
Aos casados bom viver

Nossa Senhora da Graça
Lá no alto de Mondim
Todo o mundo fala, fala
Ninguém olha para sim

No ventre da Virgem Mãe
Encarnou divina graça
Entrou e saiu por ela
Como o sol pela vidraça

Nossa Senhora da Graça
Eu pró ano lá hei-de ir
Eu pró ano lá hei-de ir
Ou casada ou solteira
Ou mocinha de servir
Ou mocinha de servir
______________//_______________
Se fores ao Santiago
Ao Santiago
Se fores não vás sozinha
Não vás sozinha
Não vás sozinha
Santiago não tem água
Ó Santiago
Tem vinho na cabacinha
Na cabacinha na cabacinha
Trailarai lai lai lai
______________//_______________

Medronheiro da Senhora
Sempre com fruto e flor!
Que bela recordação
Pra levar ao meu amor
Nossa Senhora da Graça,
Que dais aos vossos romeiros
Que dais aos vossos romeiros

Graça e água das fontes
E fruto dos medronheiros
E fruto dos medronheiros
Medronheiro d'além d'água
Mal haja quem te cortou
Mal haja quem te cortou
Davas fruto, davas sombra
E ninguém te granjeou
E ninguém te granjeou